1px solid $bordercolor

Jardim da Casa

sábado, 5 de outubro de 2013

...Simples assim ♥





'Acho que é preciso a gente se encantar, de novo, com essas belezas simples e grandiosas. 
Há um espetáculo precioso, gratuito, da natureza, mas a platéia está cada vez mais esvaziada. 
Não sei se acontece o mesmo com as outras pessoas, mas eu ouço raros comentários sobre a beleza da lua da noite anterior. 
Sobre a ternura sentida diante de uma árvore florida vista no trajeto para algum lugar. 
Sobre arrepios de emoção que alguém experimentou ao olhar o mar no fim de semana. 
Sobre a memória afetiva que veio à tona quando alguém, ao contemplar o céu noturno, tentou localizar a Cruzeiro do Sul, as Três Marias, a Estrela D’alva, que eu via no quintal lá de casa, já de manhãzinha, e depois me disseram que era o planeta Vênus. 
Raros para não dizer nenhum.



É preciso ter olhos frescos para sermos capazes de admirar belezas aparentemente antigas. 
A beleza envelhece quando o olhar da gente perde o viço. 
Toda beleza é capaz de vestir roupa nova porque outro também é o nosso olhar.
Não ignoro o sofrimento. 
Não banalizo as dores que a gente sente, que não são poucas. 
Como a maioria de nós, num único dia, visito territórios dos mais diversos sentimentos e às vezes é bem difícil experimentar alguns deles. 
Mas, eu acho que, à parte os embaraços do caminho, quando a gente se fecha para a beleza do mundo, a vida fica insípida. 
Quero continuar a ter esse olhar capaz de se encantar com coisas que vê mesmo quando, particularmente, a minha história se torna difícil de ser lida. Por elas, largo as sacolas do supermercado no chão para, por alguns instantes, ser apenas aquela que as contempla. 
Os problemas continuam, mas o coração ganha um doce que muitas vezes nos ajuda a temperar os amargos.''

(Ana Jácomo )





“O amor de Deus, restaura, alivia a alma que precisa de calma.”
Bjuuu!!!!




2 comentários:

Fico muito feliz com seu comentário...Beijinhos minhas florzinhas♥